As principais causas da alopécia


As principais causas da alopécia

Existem várias situações que podem levar ao enfraquecimento capilar e posterior queda. Por um lado, estão os fatores relacionados com o estilo de vida, e neste ponto podemos incluir os problemas emocionais, stress, possíveis dietas rigorosas e falhas nutricionais (ferro, zinco, vitaminas do complexo B, proteínas, por exemplo) hábitos que fragilizam a haste capilar (como,por exemplo, certos penteados e acessórios técnicas estéticas agressivas excesso de uso de produtos químicos). Por outro lado, as alterações físicas, por exemplo a nível hormonal causadas por infecções, doenças auto-imunes, anemia, problemas de tireóide, medicamentos e tratamentos, sem esquecer a herança genética podem contribuir para a queda do cabelo.

No sexo feminino, a queda de cabelo pode manifestar-se em fases, como a gravidez, o parto e a amamentação, bem como na menopausa, devido às alterações hormonais que ocorrem. Nos homens é mais comum que a queda do cabelo surja na meia-idade, especialmente se houver história familiar de calvície.

Os principais tipos de queda de cabelo
Como já mencionado anteriormente, a perda de cabelo pode estar relacionada com diversos fatores, porém hoje falaremos das principais causas da queda de cabelo podem ser:

Eflúvio telogénico (alopecia difusa): Problema temporário motivado por eventos externos (estresse, alimentação, entre outros) e que se traduz em uma queda difusa.
Alopecia androgenética (também chamada de calvície): Atinge principalmente o sexo masculino e caracteriza-se pela perda de cabelo localizada, como na área frontal. Nas mulheres é mais difusa e alcança o topo da cabeça.
Alopecia areata: encontra-Se frequentemente associada a uma reação auto-imune que leva ao aparecimento de claros” (descascadas).
Alopecia traumática (agressão capilar): Queda devido à infecção fúngica – da tinha do couro cabeludo – por um parasita, mais comum na infância.

Soluções e tratamento para queda de cabelo
A primeira consulta de avaliação capilar é essencial para o diagnóstico. O especialista considera os ciclos capilares, a avaliação clínica e pode exigir a realização de análise ou outros exames para detectar eventuais desequilíbrios hormonais e doenças associadas à perda de cabelo. Uma vez conhecida a causa, é possível definir a abordagem a seguir, que pode incluir medidas como a interrupção do uso de determinados medicamentos como o finasterida efeitos, mudança de hábitos, controle dos aspectos nutricionais e hormonais, através da toma de suplementos nutricionais e medicamentos, respectivamente. Deste modo, a queda de cabelo cessará depois de alguns meses.
Nos casos de queda de cabelo por razões genéticas, existem tratamentos farmacológicos específicos para frear a caída do cabelo e impulsionar o crescimento do cabelo.

Em certos casos, recuperar a saúde capilar requer outros tratamentos complementares como:
Mesoterapia capilar (Bioestimulación folicular por infiltração mesodérmica): Esta técnica é indicada para o tratamento de alopecia androgenética, alopecia areata, o eflúvio telogénico (queda de cabelo).
Laser capilar: Técnica adequada para a alopecia androgenética, alopecia areata, o eflúvio telogénico.
Tratamento transdérmico capilar: É utilizado para tratar a seborreia, queda de pele, dermatite seborréica, alopecia androgenética, alopecia areata, eflúvio.
Transplante Capilar FOI (convencional): Adequado para a alopecia androgenética, alopecia por tração, alopecia cicatricial, entre outras. Esta é uma das técnicas mais recentes ao nível da restauração capilar e que permite corrigir, de forma natural e definitiva, em áreas calvas com menor densidade capilar. Os folículos são retirados do couro cabeludo do paciente e, em seguida, são aplicados manualmente através de uma pequena incisão. Os resultados são visíveis desde o primeiro dia e podem ser observadas em sua totalidade para os 12 a 18 meses.

A queda de cabelo é um problema comum que afeta tanto homens como mulheres, em várias fases da vida, e se manifesta de formas diferentes. Hoje em dia existem vários tratamentos e remedio para alopecia que permitem reverter travar a sua evolução, pelo que a avaliação médica após os primeiros sintomas, é essencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*